segunda-feira, 23 de março de 2009

Quando a Beleza é lembrada.

Porque há coisas nessa vida em que não é possível passar do limite dos olhos às linhas do papel. Fiz o que as Musas me permitiram, que os deuses deitem os olhos àqueles que encontraram Essa beleza....

Ah, Beleza!
Que meu pensamento faz perecer
E, de jeito difícil,
O pergaminho me deixa escrever.

Hoje descubro,
Que feliz é o homem -
O homem que sou -
Que é o que é a beleza finalmente lembrou...

Tão linda é a fumaça,
Quando misturada as velas -
Que o mesmo fogo acendeu -
E na Escuridão se reviveu.

Ou igualmente é a estrela,
Que brilha, ao Norte,
Como o Altar que guardou
A taça e o punhal bem forte!

Tão lisas são as maçãs,
Que à Mãe são ofertadas -
Pelo caldeirão que as comportam
Quando o suor lhe escorre, pelas beiradas...

Tão belo é o Silêncio,
Que mais alto que todos os cantos
Confessam ao meu Espírito:
- A Ti eu danço, Diana, nunca em prantos...

E quando não as brancas conchas,
Refletem a cera caída -
Que de tão longe elas vieram -
Como aquelas lágrimas, que já não desceram.



Imagem: Diana. Detalhe de Gaia (Elsie Russel, 1992).

9 comentários:

Lipe disse...

So we met again in the turn of the tide...

Serio, precisamos conversar..já que nem no talk tu aparece mais.. tanta coisa pra te conta, perguntar, confessar, indagar...enfim


não te liguei aquele dia pq tava sem cartão xD e só tinha o cel da mãe e tal...

mas ainda sinto a necessidade da companhia do amigo odir, O Andarilho Sumido xD

Lindo poema! me ocorreu agora, tu VAI participar do meu livro, quando eu publicar, teus poemas entre meus capítulos seria uma infinita honra à este humilde vivente que vos fala =)

Aparece? por favor -.-

me manda um mail com teus horários disponíveis ^^


E que as estrelas brilhem sobre o nosso encontro

Lipe disse...

PS: sentí saudade, tmbm, dos teus posts =3~~~

Magnus disse...

Adoro seus posts , parabéns , são ótimos....

Bênçãos;

Magnus

Fucking World,... Fucked Life. disse...

Continuas a escrever! A tempos que nao o faço,... Abraços!

© efeneto disse...

Tenho palavras que te procuram,
que se acendem nesta existência suave;
palavras para seguir caminhos,
para te abrir os dias;
palavras partículas de fogo
que acarinho para os momentos precisos
nos seus puros abandonos;
palavras verticais como chamas,
que te chamam na procura,
mais claras que o dia.
Com palavras de lua e de vento
invento veredas de palavras
que adoçam os silêncios
e explicam as madrugadas.
Palavras que só a ti direi.

Palavras que servem para dizer que irei voltar aos poucos á vossa companhia.
Um fim-de-semana cheio de amizade e palavras

Anônimo disse...

Oi Odir, não sei se vai lembrar d mim...
Meu nome é André, sou de Farroupilha. Em 2004/2005 nos falávamos pelo msn (meu msn era andrewiccano@hotmail.com).
Não tenho mais computador em casa e nunca mais entrei no msn.
Se você lembrar de mim e tiver orkut me procura.Procura pelo e-mail emofromuk@hotmail.com.
Eu não lembro do que falávamos, mas lembro que sempre suas conversas faziam-me sentir melhor.

Anônimo disse...

Oi Odir, não sei se vai lembrar d mim...
Meu nome é André, sou de Farroupilha. Em 2004/2005 nos falávamos pelo msn (meu msn era andrewiccano@hotmail.com).
Não tenho mais computador em casa e nunca mais entrei no msn.
Se você lembrar de mim e tiver orkut me procura.Procura pelo e-mail emofromuk@hotmail.com.
Eu não lembro do que falávamos, mas lembro que sempre suas conversas faziam-me sentir melhor.

Dyan Magnus Morgann disse...

Olá Diannus , filho de uma mesma senhora que eu Dyan , filho de Diana...
A cada dia vejo mais a beleza da mãe que mostras tão humildemente e ao mesmo tempo tão sublime em teus versos maravilhosos...

Este é meu novo blog já que o antigo foi rackeado, fique avontade!

Abraços e bênçãos plenas da luz de Diana sobre todos nós;


MAGNUS

www.bxmagnus.blogspot.com

([salix sam]) disse...

Volta Odiiiiiiiiiir *0*!!! Eu nunca mais pude ler seus belos versooooos ç_ç