segunda-feira, 18 de julho de 2011

O humano como um ser falho.

O ser humano é incompleto por natureza. Ele precisa fazer o fogo, construir uma casa, erguer uma sociedade com suas leis e suas regras, precisa reverenciar um Deus, não consegue viver sem produzir.

Alguns chamariam isso de evolução, eu chamo de sentimento inerente de incompletude – pois só constrói esse mundo ao seu redor em uma tentativa, válida ou não, de completar-se. Há quem diga que, além de incompleto, também o homem é falho. E particularmente não penso muito diferente. A visão de Paraíso, tal como é contada pelos cristãos, a cada vez ganha mais sentido pra mim: A noção de que o homem vivera em perfeição com a natureza, mas que devido ao seu orgulho caíra em desgraça e desde então tem caminhado rumo a um abismo sem volta também fora contada, de forma interessante, pelos gregos. Para eles, houve a idade do Ouro em que o Tempo governava todas as coisas mas então surgiu a discórdia e o Universo fora então dividido.

Há quem diga que o ser humano evolui ao longo de suas encarnações, há quem diga que tudo é um ciclo cuja caminhada dar-se-á, eternamente, num eterno retorno. Eu começo a pensar em uma terceira possibilidade, a da queda e da descida ainda que sempre tenhamos um corrimão para segurar. Tudo isso por um motivo: não por entender-se como incompleto, mas por sê-lo essencialmente.

Detalhe de Apolo e Diana matando os filhos de Níobe (Jacques-Louis David).

11 comentários:

Alberto de Moraes disse...

Obrigado pela visita ao meu blog, amigo. O texto sobre a homoafetividade que publiquei em meu blog é apenas um capítulo sobre um livro que fala sobre a importância de a Doutrina Espírita respeitar os homossexuais. O livro é muito bom, ele está em meu blog também, quando puder, leia. Muito bem escrito, garanto.

Ever Faun... disse...

"o talvez caminhemos por caminhar.." Seu texto me levou à uma reflexão bem profunda, vira e mexe deparo-me com essas questões de para onde vamos? Qual a missão da humanidade nesse mundo? Seria um Caos total?
amplexos

Bruxa disse...

Olá moço!
Obrigada pela visitinha.

Pois eu acredito nas encarnações, a evolução ou decadencia de cada ser, deve-se as proprias escolhas.

Beijinhos

Poema as Bruxas disse...

"O homem acha que construindo e construindo esta evoluindo, mas não percebe que na verdade esta destruindo."


Obrigada pela visita, ...

Bjos volte sempre.

Mariposo-L disse...

Não acredito , em paraíso, alias paraíso e inferno é uma criação da igreja para poder manter seus fieis ... Mas sou ateu ... graças a deus kkkk

Sobre evoluções até acho provável, mas só acho mesmo ... nada me convenceu sobre isso ..
Um abraço e valeu a visita lá no blog :) apareça :)

Nion disse...

Sou um pouco mais otimista^^, penso que somos uma centelha divina e eterna numa alma e corpo mortal - nosso objetivo derradeiro? Voltar a se fundir com o/a Uno/a. A alegoria da época de ouro e do paraíso talvez se refira a esse estado em que a nossa alma primeira se encontrava: um estado difuso em Tudo o Que É. Entretanto o Todo é maior que a soma das partes então - embora carregamos a chama divina - não somos divindades, não neste sentido.
O ser humano é falho? Certamente, mas como ter a consciência da perfeição se não possuirmos a da imperfeição?

E concordo contigo, o homem pensa que está "evoluindo" quando na verdade está destruindo e penso que essa destruição que nos aliena de nossas Origens.

Poema as Bruxas disse...

Dizem que as pessoas leêm e cada um entende de uma forma... No meu ponto de vista entendi assim, que o ser humano constroi mas na verdade não vê que esta destruindo.
Foi por isso que escrevi esta frase.

"O homem acha que construindo e construindo esta evoluindo, mas não percebe que na verdade esta destruindo."

Não me lembro de ter lido algo assim ou parecido. Esta foi eu mesma que escrevi com meu modo de pensar.

Obrigada pelo carinho e elogio,... Fico feliz que tenha gostado.

bjos que seu dia seja todo iluminado.

Leo Carioca disse...

É impossível que alguém seja perfeito. Uma coisa perfeita seria uma coisa que agradasse a todos sem exceção, que fosse aceita por todos sem exceção, que estivesse certa aos olhos de todos sem exceção... Alguém ou alguma coisa já conseguiu ser assim? Óbvio que não.
Então, não há como fugir da condição de imperfeito e, por conseguinte, de incompleto, como você disse.
Mas acho que não só o ser humano, mas sim tudo o que existe que é incompleto e imperfeito.
É por isso que a gente SEMPRE deve correr atrás do melhor possível que se possa fazer, mas NUNCA deve correr atrás da perfeição.

Condessa Suy disse...

Apesar de não concordar com algumas coisas que escreveste meu caro, me deixastes a pensar sobre, e tenho que admitir que escreves e refletes muito bem!!!

Vitor T. Freire disse...

Olá, dps de mto tempo estou respondendo seu comentário (http://blog-do-hermes.blogspot.com/2011/06/ajudando-plantar-8-mil-arvores-com-1.html)

Li um pouco do seu blog e gostei bastante, já que principalmente não é "pense assim", "faça assim" ou "é assim", isso estimula muito o pensamento.

Parabéns pelo blog, muito bom tanto o conteúdo quanto o layout :]

Nina disse...

São Francisco...um bom link entre o eterno e os passarinhos. Não tinha pensado nisso.

Seus textos continuam doces e têm um certo equilíbrio, uma ponderação rara entre pessoas tão jovens.

http://capinaremos.com/2011/07/16/encher-o-vazio/