quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A Fonte da Vida (Darren Aronofsky, 2006)

“The Fountain” é o original em inglês, e em Portugal ficou conhecido como “O Último Capítulo”. São três histórias interligadas, com o mesmo personagem central. No passado, Tom (Hugh Jackman) é um cavaleiro do séc. XVI que sai em busca da Árvore da Vida nas selvas da Guatemala de acordo com orientações escritas no Gênese. Seu objetivo seria, com isso, salvar a rainha Isabel (Rachel Weisz) das mãos da Inquisição Espanhola. No presente, o cientista Tomas tenta salvar sua mulher com um tumor no cérebro, mas recusa sua súplica em passar os últimos instantes com a mulher Izzi para trabalhar incessantemente no laboratório procurando por uma cura. Passam-se os dias e ele luta contra o tempo, recusando a companhia da mulher que ama numa maneira inconsciente de negar o que está prestes a acontecer. Izzi está escrevendo um romance histórico e pede ao marido que escreva o último capítulo. Já no futuro, Tom viaja pelo Universo com uma árvore que traz as memórias de sua falecida esposa, rumo a uma galáxia distante onde uma estrela está prestes a explodir.

É um filme com pretensões ambiciosas, mas ficamos em dúvida se foi possível alcançá-la. A história trata do tema da Morte no ciclo eterno da Vida, de forma que o Amor seria o elo possível entre uma coisa e outra. Símbolos interessantes são explorados ao longo do filme, como a jornada do Herói e o Sacrifício, e evidentemente a Árvore que representa a Vida em si, mas que também traz a Morte consigo.

O homem e o universo.
Sobre o encontro do homem com si mesmo. 
A Árvore da Vida.
O anel possui um simbolismo importante para a história.
Pra ser visto com disponibilidade de tempo e com atenção.

Para assistir: Filme + Legenda
Sobre o filme: Áudio em inglês, legendas em português. 
Palavras-chave: Existência, Morte, Vida, Romance, Idade Média, Contemporaneidade, Futurista.

Veja aqui os outros filmes do blog.

Nenhum comentário: