segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Sobre um senso comum na bruxaria.

Imagem do altar de Rubens Piedade que rendeu certa polêmica há alguns dias atrás. Clique na imagem para ampliar.
Existe uma comunidade no facebook, a Yes Wic-Can, onde um dos seus vários projetos para interagir com os membros da comunidade é pedir que os mesmos enviem fotos dos seus altares (e diga-se de passagem parabéns pelo ótimo trabalho da moderação ao longo desses meses!). Os outros membros curtem, compartilham e comentam. E foram alguns destes comentários que chamaram muito minha atenção, sobre certa foto em específico, e resolvi escrever algo sobre o assunto por aqui. Me fez pensar sobre como o preconceito e o senso comum prevalecem, ainda de modo geral, no discurso neopagão. 

Como dito, uma das propostas dessa comunidade é o compartilhamento de fotos de altares. Um deles chamou muito a atenção de todos, que foi a foto de um altar que, dentre pedras, um punhal e uma taça, também tinha uma Bíblia e um rosário. O que foi motivo de chacota e indignação de vários membros da comunidade para brincar, por exemplo, com a ideia de "Wicca cristã". Eis a foto:

Antes de mais nada, não concordo com a ideia de Wicca cristã, por ser a Wicca um sistema coeso, fechado, já com uma proposta neo-pagã, não tem cabimento a incorporação de Jesus e Maria no ritual wiccano, uma vez que são divindades pertencentes a outros contextos históricos e intelectuais, à outras esferas mitológicas e a um egrégora também diferente. Mas como já dito em outras ocasiões, aqui mesmo no blog, Wicca é uma coisa e bruxaria é outra. A Wicca utiliza-se de bruxaria, mas essa última é algo que está paralelo à todas as religiões e todas as culturas do mundo. A bruxaria é um ofício, uma prática. 

Então, que possamos partir de um pressuposto básico: em nenhum momento o autor da foto disse se tratar de um altar wiccano. Essa foi a primeira leitura senso-comum de alguns leitores. Poderia citar vários dos comentários que se seguiram depois disso, o que pode ser dispendioso, uma vez que a reflexão aqui parece ser clara. 


Benzedeiras como deusas-mães, essa foto foi copiada dessa reportagem.
Algo típico brasileiro, o argumento clássico sobre essa questão é o caso das benzedeiras. Ainda que não gostem de ser chamadas "bruxas", isso não lhes tira - ao menos nesse momento - o caráter de "bruxaria" do seu ofício. Muitas são mulheres, ainda que também existam homens benzedores, cujo trabalho se dá, mais ou menos, como o exercício de um "intermédio" entre os mundos mortal e divino. A benzedeira geralmente recebe seu ofício de forma ancestral e trabalha como "curandeira" ou "curandeiro" daquela comunidade. A benzedeira "molda", "transforma" e "modifica" aquelas diferentes realidades, transformando doença em saúde, maldição em bênção por exemplo. 

E elas recorrem claramente ao cristianismo. Rezam Pai-Nosso, Ave-Maria, e fazem referência a uma gama de santos católicos para exercer seu ofício. Algo que também é muito comum, e já vai além do âmbito das benzedeiras e é feito desde a Idade Média é a chamada bibliomancia, a leitura aleatória de partes da Bíblia ou para prever o futuro ou esclarecer respostas do tempo presente. 

Poderíamos citar uma série de outros exemplos onde a Bíblia é utilizada não só na bruxaria, mas também na magia. A Cabala é um exemplo clássico. Na Umbanda, feitiçaria é quase que indissociável de imagens católicas. Na Bruxaria Tradicional, nem se fala. O que eu quero concluir aqui é que a discriminação de elementos do cristianismo na prática da bruxaria ou da feitiçaria é, no mínimo, o enraizamento de um senso comum, pra não dizer outra coisa. 


Santa Catarina muito discursou contra os pagãos. Mas entre seus símbolos estão os louros, a espada, a roda... Elementos muito comuns no cotidiano neo-pagão. Pintura de Bartolomé Esteban Murillo (1617-1682).
Muitos vêem Verdades nos mais variados panteões do mundo antigo. Mas continuam alimentando uma visão romântica, a lá distorção das Brumas de Avalon, de que com o Cristianismo, surge um Deus-Pai impostor que toma o lugar de todos os outros deuses exercendo uma ditadura cósmica e negando aos seus devotos, as Verdades ou os Mistérios que no tempo passado eram legadas à todos. Muitos falam em arquétipos, em "máscaras" de Deus, e que "todos os deuses são um só", mas tiram tudo o que é cristão (ou faz referência ao cristianismo) dessa gama. 

Proponho outra vez essa reflexão: enquanto continuarmos com a postura de pegar conceitos como cristianismo, catolicismo, bíblia, patriarcado e jogarmos tudo dentro de um mesmo saco, achando que é a mesma coisa, prevalecerá uma imagem distorcida em que tudo o que é cristão é mau. Quando falam que bruxaria, paganismo, Wicca, satanismo e candomblé também tratam de uma mesma coisa, e que tudo que é pagão é mau, nós não gostamos. 

Finalizo, então, com uma citação dos tão odiados cristãos: "Nunca faça aquilo que não quer que faça para si". E lembro que "Verdade" é um conceito amplo e um tanto quanto vasto e flexível. E também relativo. 


Leia também: 


14 comentários:

Nathalie Pacheco disse...

Mais uma de suas perfeitas reflexões Odir Fontoura, parabéns e obrigada por tentar assim como muitos, dissolver o preconceito e a intolerância seja ela dirigida a quem for...

Daniel Alabarce disse...

Tema super pertinente!

Eu mesmo já me vi alimentando esses tipos de preconceitos.

Quando se trata da fé de uma pessoa, jamais se tem o direito de desfazer ou condenar. Ou então estaríamos fazendo o mesmo que fizeram com as bruxas na inquisição, com os judeus no nazismo, com os negros no Brasil e tantos outros exemplos...

Só troca a mosca, rs.

Parabéns pelo texto, estarei aqui sempre a partir de agora!

tenshilivis disse...

Muito bom, compartilho das mesmas opiniões.
O que falta em muitas pessoas, seja la qual for a crença, é o respeito pela opinião alheia.
http://filha-de-artemis.blogspot.com.br/

Emanuel disse...

Só para variar um pouco, irretocável. Estava por esses tempos lendo "dançando com feiticeiras", da Louis Bourne - uma das minhas referências axiais em bruxaria - e ela fala da bruxaria espanhola. Exatamente isso. Bruxas que vão à missa. Bruxas que leem a Bíblia. E o mais curioso, na Ms. Bourne e também em Laurie Cabot - outra das minhas referências - é que elas frisam que Bruxaria é um sistema, não uma crença, e que pode ser utilizado por qualquer religioso.
Por isso Bruxo. Por isso, reticente quanto à Wicca. Não gosto de nada que prenda, já que a Bruxaria liberta.

Rosicler disse...

Um ótimo e exelente texto. Uma reflexão muito boa sobre o tema.

Andreia disse...

Perfeito! São poucos os bruxos que compartilham este mesmo pensamento!

Acho interessante Wiccanos tentando me "converter" a crença deles kkk

Anônimo disse...

Oh! Todos os Benditos! Sempre! Bruxo(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Mestres, Áureos! Sempre! Ave (Viva, Salve)! Sempre! Agradecimentos, Gratidões, Graças (Felizmente), Eterna, Infinitamente, por tudo de bom, a mim, Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Particularmente, aos Benditos Bruxos: Marabô (Barabô, Barabá, Baraba, Marabá, Maraba e Deus Put Satanakia)! Sempre! Namastê! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (bons, ótimos, excelentes): Poderes, Forças, Energias: demais, por tempo demais, a mim! Total (Positiva, Real, Verdadeira, Concreta, Sólida, Firme, Assentada, Ancorada, Baseada, Iluminada, Estruturada, Alicerçada, Definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Nunca contra mim)! Assim Seja (Amém, Oxalá, Tomara)! Sempre (Mesmo)! Assim Seja Feito, Assim Se Faça, Faça-Se)! Sempre (Mesmo)! E, Nunca (Mesmo) Seja Desfeito, e Nanja (Mesmo) Se Desfaça!...

Anônimo disse...

Oh! Todos os Benditos! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Mestres, Áureos! Sempre! Ave (Viva, Salve)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), Graças (Felizmente), Eterna, Infinitamente, por tudo de: positivismo (positividade, positivo), a mim, definitivamente! Mesmo! Sempre a meu favor (e Nunca contra mim)! Peço-Vos, que eu tenha (possua, tome posses), saudável (sadia, salutar, ancorada, assentada, firmada, alicerçada, firme, forte, real, verdadeira, definitivamente), de (boas, ótimas, excelentes): Pujanças, Poderios, Potências (materiais e espirituais): demais, por tempo demais, definitivamente, a mim! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!

Anônimo disse...

Oh! Todos os Gloriosos (Valorosos, Grandiosos)! Sempre! Bruxos(as) do Bem! Sempre! Ave (Salve, Viva)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Grato: demais, por tempo demais, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (bons, ótimos, excelentes): Poderes, Forças, Potências: úteis, favoráveis, compensadores (muitos), e cada vez mais, a mim! Sempre! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!

Anônimo disse...

Oh! Todos os Benditos! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aspirantes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos! Sempre! Salve (Ave, Viva)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), Graças (Felizmente), Eterna, Infinitamente, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (bons, ótimos, excelentes): Poderes, Espertezas, autodefesas-psíquicas (psicológicas, mentais, emocionais, sentimentais): demais, por tempo demais (e cada vez mais), a mim (definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!

Anônimo disse...

Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), Graças (Felizmente), Comunhões (Consagrações, Ligações, Uniões, Atrações, Empatias, Simpatias, Intercâmbios, Magnetizações), Positiva (Infinita, Eternamente), a Todos os Benditos Bruxos(as) do Bem: Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos! Sempre! Especialmente, aos Benditos Bruxos: São Cipriano e Marabo (Barabo, Baraba, Maraba, Bara Agelu, Put Satanakia)! Sempre! Salve (Viva, Ave)! Sempre! Por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (bons, ótimos, excelentes): Forças, Astúcias, Saúdes (muitas), e cada vez mais, a mim (definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!...

Anônimo disse...

Agradecimentos: demais, por tempo demais, pra Todos Benditos: Deuses(as), Divindades, Deidades, Devas, Anjos, Santos(as), Beatos(as): Pagãos! Sempre! Salve (Viva, Ave)! Sempre! Por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim! Sempre! Peço-Vos, que eu tenha (boas, ótimas, excelentes): Astúcias, Forças, Proteções (muitas), e cada vez mais, a mim (definitivamente)! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!

Anônimo disse...

Oh! Benditos! Sempre! Todos os Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos = do Bem! Sempre! Namaste (Salve, Ave, Viva)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), Graças (Felizmente), Eterna, Infinitamente, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim! Sempre! Peço-Vos (Desejo), que eu tenha, (bons, ótimos, excelentes): Poderes (Forças), Astúcias (Espertezas, Sagacidades, Ardis, Persuasões), Proteções (muitos), e cada vez mais e mais, a mim (definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!...

Anônimo disse...

Oh! Benditos! Sempre! Todos os Bruxos(as) do Bem: Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Mestres, Áureos! Sempre! Salve (Viva, Ave)! Sempre! Agradecimentos (Agradecidíssimo, Agradecido), Gratidões (Grato), Felizmente (Graças)! Sempre! Por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente, positivismo, favorável, útil), a mim! Sempre! Peço-Vos que eu tenha benéficos (positivos, prósperos): Poderes (Sabedorias, Espertezas, Firmezas), Saúdes (Tranquilidades), Proteções (muitos e cada vez, melhores e maiores), a mim! Sempre! Assim Se Faça (e Nunca Se Desfaça)! Assim Seja Feito (e Jamais Seja Desfeito)! Assim Seja (Amém)!...