quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Sortilégio de Amor (Richard Quine, 1958)


"Bell, Book and Candle" é mais um típico romance da feitiçaria tratada na década de 50 e 60: A bruxa Gillian Holroyd (interpretada por Kim Novak) é uma femme fatale que não pode apaixonar-se, pois se assim fosse, perderia seus poderes.

Gillan é a solitária dona de uma loja de objetos de arte e de esculturas africanas. Nas vésperas de uma noite de natal acaba conhecendo Shepherd Henderson (James Stewart), seu novo vizinho. Gillan, em companhia da sua tia e irmão, também feiticeiros, convida Henderson a ir ao Zodiac, um espécie de pub alternativo para quem não costuma comemorar um natal tradicional. Henderson leva sua então esposa, e então descobrem que Merle Kittridge (Janice Rule) na época da faculdade era rival de Gillan. A bruxa coloca um feitiço na mulher, até que Merle e Henderson decidem ir embora. Mais tarde, Henderson volta ao apartamento de Gillan, e a bruxa com a ajuda do seu espírito familiar na forma do gato Pyewacket enfeitiça o mortal. Henderson mais tarde separa-se da esposa e decide casar-se com Gillan que, surpresa, tem de decidir entre seus poderes feiticeiros e o amor humano, afinal, o mortal acabara se apaixonando por Gillan, ainda que essa última quisesse somente fazer com que sua rival sofresse um pouco.

Assim como em "I Married a Witch" (1942), e até, em certo grau em "Bewitched" (primeira temporada em 1964), mais uma vez observamos a dicotomia do amor bruxo X amor mortal, sendo a mulher feiticeira uma femme fatale que sempre é superior ao mortal humano. De certa forma é uma releitura do romantismo clássico na forma da divinização (ou até demonização) do feminino. Não é com dificuldade que percebemos uma clara relação com questões sociais contemporâneas, tais como a liberação feminista (a mulher bela, fatal e sedutora) ou da contra-cultura da década de 60 e do movimento beat dos intelectuais norteamericanos dos anos 50 (no filme de Quine, o pub Zodiac onde veremos apresentações artísticas em francês é um bom exemplo).

E a título de curiosidade, o gato Pyewacket recebeu seu nome em referência a um espírito familiar de uma bruxa da cidade de Manningtree  (Essex , Inglaterra) descoberto mediante tortura por Matthew Hopkins, famoso caçador de bruxas e autor do tratado The Discovery of Witches de 1647.

Recebeu indicações de melhor figurino e direção de arte. "Sortilégio de Amor", ainda que não seja inovador e nem muito sedutor aos olhos atuais, é um clássico no assunto.


A família bruxa de Gillan.

A bruxa Gillan e o gato Pyewacket. 

Pyewacket passeando por entre as esculturas africanas. 

Para assistir: Filme + Legenda
Sobre o filme: Colorido, áudio em inglês e francês, legendas em português. 
Palavras-chave: Animais familiares, Feitiçaria, Romance, Contemporaneidade.

Veja aqui os outros filmes do blog.

Nenhum comentário: