Quem somos nós?

O blog: 

Basicamente, este é um blog sobre paganismo e bruxaria.

Por paganismo, entende-se uma tradição intelectual, filosófica e espiritual cujas raízes são pré-cristãs e chegam até os nossos dias, seja por continuidades ao longo da história, seja por reconstruções modernas. Essa tradição pode remontar à diferentes "geografias": pode referir-se ao paganismo romano, ao grego, ao celta, ao egípcio ou ao nórdico. Antes de crer que Deus fez o homem à Sua imagem e semelhança, preferimos pensar que são os Deuses que mostram-se aos homens conforme imagem e semelhança desses. Como a humanidade é plural, em sua natureza e em seus contextos históricos, assim os Deuses também se mostram. 

A bruxaria aqui não é vista como uma religião, mas sim algo que sempre esteve à margem e paralelo à todas as religiões. A bruxa, ou o bruxo, são subversivos por natureza: eles não prendem-se aos dogmas aprisionantes das religiões oficiais, mas desvirtuam-nos, quebram-nos, moldam-nos à sua vontade para que possam seguir os seus caminhos em liberdade, e em perfeito amor e confiança. Eles assassinam as ideias do homem comum para fazer renascer as ideias do homem sábio. A bruxaria é um ofício que ensina seu artífice, em aprendizado eterno e constante, a ver a natureza e o universo ao seu redor como extensão infinita do seu corpo. A bruxaria é uma tradição de Mistério cujo Iniciado, em sua jornada, desvenda e, reciprocamente, é vendado pelos Mistérios que ousa prescrutar. 


O autor: 

Endimião é um pseudônimo. 

Segundo os mitos clássicos, Endimião teria sido um pastor de ovelhas do monte Latmo que, tendo sido alvo da paixão da deusa Lua (Selene, ou em algumas versões, Diana), teria recebido a bênção da vida eterna, mas no entanto, deveria dormir para sempre. 

Para alguns intérpretes, trata-se de uma história a respeito de um amor impossível entre uma divindade e um homem mortal. No entanto, sob uma visão Misteriosa, ou mesmo Iniciática, a história de amor entre Endimião e a deusa lunar pode ser entendida como uma metáfora para a comunhão divina que se dá para além do mundo terreno ou material. No mundo dos sonhos, os limites físicos da realidade corpórea se dissolvem, abrindo espaço para uma outra realidade, e também uma comunhão entre nós, mortais, com Aqueles do Acima e do Abaixo. 


Quando acorda, o autor deste blog é professor e historiador.

5 comentários:

Μάρκο υπηρέτης της Αθηνάς. disse...

Adorei seu blog, vi que deu uma olhada em meu blog em busca de sophia, se quiser lá tem novos posts.
Mas, seu blog está muito bem escrito, parabéns.

Diorama disse...

Gostei muito do seu blog e agora estou lendo o seu livro também, gostaria de saber se existe alguma maneira de conversar com vc, tipo, e-mail ou msn

Abraços

Anderson Berth disse...

Muito bom trabalho!!! Sucesso!!!

Alysson, como proceder? disse...

Parabens pelo trabalho e como vc escreve! gostei dos assuntos abordados sem contar no senso de humor do autor que parece ser um dos melhores... Curti muito seu blog!

EmieKittySan!! disse...

This is an amazing blog you run. Xx blessings to you in brazil!!